Composor 21 Obestane Complex 50ml Soria Natural

,

13,70

REF: 7152215 Categorias: , Etiquetas: ,

PROPRIEDADES

O COMPOSOR 21 OBESTANE COMPLEX é uma mistura de extractos fluídos e liofilizados de plantas medicinais, vitaminas e oligoelementos em veículo de glicerina vegetal, pensada para suplementar os planos destinados à redução de peso.

Contém funcho, planta carminativa que tem mostrado reduzir a ganho de peso em animais, também plantas que aumentam o gasto energético e activam o metabolismo como o chá verde ou o fucus, alga com efeito termogénico que inibe o desenvolvimento de novos adipócitos. O chá verde e a alcachofra favorecem o metabolismo das gorduras.

O crómio e a alcachofra ajudam a corrigir os hiperinsulinismos associados à obesidade. O amieiro-negro e o funcho combatem a distensão abdominal por retenção de fezes e gases. O zinco e a vitamina B6 favorecem o equilíbrio hormonal e de neurotransmissores indispensável para ajudar na perda de peso.

INGREDIENTES POR 3 mL

Extracto fluido de Funcho (Foeniculum vulgare Miller, fruto)…………………………….976mg

Extracto fluido de Fucus (Fucus vesiculosus L, talo) ……………………………………………… 600 mg

Extracto seco de Alcachofra (Cynara scolymus L, folha) …………………………………………… 300 mg

Extracto seco de Chá verde (Camellia sinensis L, folha) ……………………………………………… 300 mg

Extracto liofilizado de Amieiro-negro (Rhamnus frangula L, corteza) ………………………………… 33 mg

Gamma-ciclodextrinas …………………………………………………………………………………… 54 mg

Alfa-ciclodextrinas ………………………………………………………………………………………… 81 mg

Água e glicerina (conservante).

Gluconato de zinco.

Cloridrato de piridoxina (Vitamina B6),

Picolinato de crómio.

CONSELHOS DE UTILIZAÇÃO

Adultos e maiores de 14 anos: aconselha-se a ingestão de 1 mL (aproximadamente 20-25 gotas) 3 vezes ao dia diluído em água.

RECOMENDAÇÕES

Como coadjuvante nos tratamentos de emagrecimento (obesidade, celulite, etc.).

PRECAUÇÕES

Pacientes com hemorragias ou que corram o risco de as ter; poderia aumentar o risco de sangramento em pessoas susceptiveis de o ter.

Alguns constituintes do funcho têm atividade estrogénica. Os pacientes que sofrem de afecções de sensibilidade hormonal devem evitar o funcho. Algumas destas condições incluem o cancro da mama, do útero e do ovário; endometriose e fibromas uterinos.

Pacientes com disfunção tiroideia, poderia exacerbar um hiper ou hipotiroidismo.

Utilizar com precaução em pacientes com litiase biliar, poderia contribuir para o aparecimento de cólica biliar.

Em pacientes com ferropénia é preciso ter presente que o chá verde pode reduzir a absorção do ferro.

A cafeína do chá verde poderia agravar os transtornos de ansiedade. Precaução em hipertensos, a cafeína do chá verde poderia aumentar a presão arterial. Pode também aumentar a excreção urinária de cálcio.

Poderia alterar os valores de glicemia nos diabéticos, recomenda-se um controlo dos valores de glicemia em diabéticos enquanto o produto for consumido.

Precaução em pacientes com insuficiência renal ou hepática.

CONTRAINDICAÇÕES

Alergia a qualquer um dos seus constituintes. Os constituintes do funcho podem provocar reações cru- zadas com o aipo, a cenoura e a artemísia.

A alcachofra poderia causar uma reacção alérgica em indivíduos sensíveis às plantas da família Astera- ceae/Compositae. Os membros desta família incluem a ambrósia, crisantêmos, calêndulas, margaridas, e muitas outras ervas.

É desaconselhável o uso deste produto em grávidas, lactantes, crianças e em pacientes com insuficiência renal ou hepática.

INTERACÇÕES MEDICAMENTOSAS

Pode potenciar o efeito dos anticoagulantes (acenocumarol) e antiagregantes plaquetários. O iodo do fucus pode potenciar o efeito das hormonas tiroideas.
Pode potenciar o efeito dos antidiabéticos orais.
Poderia aumentar a toxicidade da digoxina.

Poderia aumentar a hipocaliémia associada ao consumo de corticóides, laxantes ou diuréticos.

EFEITOS SECUNDÁRIOS

O funcho costuma ser bem tolerado, rara vez produz reacções alérgicas e incómodos gastrointestinais. Também sobre a alcachofra foram reportados alguns casos de incómodos gastrointestinais.

A dose diária recomendada contém cerca de 300 μg de iodo. Durante o tratamento devem ser evitadas outras fontes ricas em iodo como algas ou sal iodado para evitar intoxicações por excesso de iodo.

Os efeitos próprios da cafeína contida no chá verde no caso de existir hipersensibilidade ou sobredosi- ficicação.

O uso de plantas com derivados antracénicos como o amieiro-negro, foi associado à melanose coli.

APRESENTAÇÃO

Frasco de topázio de 50 mL com doseador incorporado.
Agitar antes de usar. Pode formar-se um leve sedimento no frasco, o que não afecta a sua qualidade.