Normolip 5 Forte 36 comprimidos ESI

33,37

REF: 3134151 Categoria: Etiquetas: ,

– Reduzir os níveis de Colesterol Total e LDL;
– Inibir a produção de Colesterol no organismo;
– Reduzir os níveis de triglicéridos;
– Prevenir doenças cardiovasculares;
– Metabolismo da glucose;
– Resistência à insulina;
– Pré-Diabetes e Diabetes.

Ingredientes: Berberis (Berberis aristata DC) (588 mg), raiz e casca dos ramos, ext.seco tit 85% de Cloridrato de Berberina (500 mg); Agentes de volume (celulose microcristalina, fosfato dicálcico e carboximetlcelulose sódico reticulado), Cardo mariano (Silybum marianum L. Gaerth.), frutos, ext.seco tit. 80% de silimarina, Arroz vermelho (fermentado de Monascus purpureus) (Oriza sativa L.), sementes, ext seco tit. 5% de monacolinas totais, Agente de revestimento (hidroxipropilmetilcelulose, ácidos gordos, celulose microcristalina), Antiaglomerantes (sais de magnésio de ácidos gordos e dióxido de silício), CoQ10 (Ubiquinona), Policosanóis (sementes de oriza sativa L.)tit a 60% de octasanol, Crómio (picolinato de crómio), Ácido fólico (ácido pteroilmonoglutânimco).

Não contém glúten, lactose, açúcares e conservantes adicionados, adoçantes e corantes artificiais e organismos geneticamente modificados (OGM). Apto para veganos.

Toma diária recomendada (TDR): Tomar 1 comprimido por dia, à noite com um copo cheio de água.

Características: Normolip5 Strong é um suplemento alimentar desenvolvido especialmente para ser usado no controlo dos níveis de Colesterol e Triglicéridos e para o controlo dos níveis de açúcar no sangue.

A Berberina – ingrediente ativo da planta Berberis aristata que tem demonstrado reduzir os níveis de colesterol total, atuando sobre o colesterol LDL, e os Triglicéridos no sangue. Ela atua ativando a enzima Monofosfato de Adenosina (AMPK) cujas ações implica inibição da síntese do Colesterol, dos Triglicéridos e a estimulação da oxidação dos ácidos gordos nos músculos esqueléticos.

A Berberina atua também no metabolismo dos lípidos através da inibição da produção de tecido adiposo (adipogénese) onde se acumula os lípidos (adipócitos), podendo assim reduzir o tamanho e o número das células adiposas.

Estudos indicam ainda que a Berberina tem uma ação mais abrangente pois aumenta a atividade da Glucosinase, enzima que regula a secreção da insulina estimulada pela glicose através da modulação glicolítica. Assim, como consequência é necessário mais absorção de glicose e um aumento da secreção de insulina resultando numa diminuição dos níveis de glicose no organismo.

A Berberina facilita ainda o transporte da glicose para dentro da célula, através do aumento da biogénese da GLU4 ( transportador da glicose nas membranas celulares) permitindo ao organismo utilizar melhor, tanto a glicose como a insulina, reduzindo a glicémia em jejum e a hemoglobina glicada (HbA1c).

Aparentemente a Berberina não promove apenas um aumento da sensibilidade à insulina mas também interage diretamente com o pâncreas, aumentando a secreção de insulina pelas células β do pâncreas.

A Berberina tem sido comparada e utilizada como uma alternativa natural à metformina – um medicamento antidiabético prescrito para a Diabetes Tipo II que ajuda a aumentar a sensibilidade dos recetores da insulina e limitar a produção de glicose pelo Fígado (neoglucogénese).

Cardo Mariano –possui entre outros princípios ativos a silimarina, que confere a esta planta uma ação hepatoprotetora, ao exercer uma ação direta sobre o parênquima hepático em caso de intoxicações.

Está assim indicado para tratamento de suporte nas doenças inflamatórias do Fígado, cirrose hepática e também como hepatoprotetor para neutralizar os efeitos das substâncias hepatotóxicas. A Silimarina é assim um complexo antioxidante único, que exerce a sua ação evitando danos às células hepáticas saudáveis e, simultaneamente ao estimular a regeneração daquelas células já afetadas. Esta ação é importante para a manutenção de um Fígado saudável, o que permite a correta limpeza do sangue e a normal produção e regulação endógena do colesterol e a correta utilização deste no metabolismo normal de outros componentes endógenos.

Arroz Vermelho – contém uma variedade de substâncias chamadas monacolinas. No entanto, apenas a Monacolina K possui a capacidade de inibir a HMG-redutase, enzima responsável pela produção de colesterol no fígado, tendo assim ação benéfica na redução do colesterol total e LDL (“mau colesterol”) bem como nos triglicéridos. Deste modo, tem uma ação semelhante às estatinas químicas, sendo uma alternativa eficaz no controlo das dislipedemias, sobretudo nas pessoas que apresentam intolerância na toma de fármacos à base de estatinas químicas (ex: mialgias, fraqueza muscular).

Coenzima Q10 (CoQ10) – é uma molécula que existe no nosso organismo e que desempenha um papel fundamental na proteção antioxidante das células. Encontra-se em todas as células do organismo, mas principalmente nas que necessitam de um fornecimento superior de energia, como é o caso das células musculares, em especial do coração e músculo esquelético. A CoQ10 é produzida pela mesma via de síntese do colesterol, o que significa que a inibição da enzima HMG- redutase, bloqueia não só a produção de colesterol mas também a síntese de CoQ10, o que pode provocar dores musculares, miopatias, disfunções cognitivas e inflamação crónica. Deste modo, a presença de CoQ10 neste suplemento alimentar, ajuda a satisfazer as suas necessidades no organismo e a prevenir o aparecimento de dores causadas pela presença da estatina vegetal que é a monacolina K.

Policosanol – é um produto obtido a partir do extrato do arroz que diminui a biossíntese hepática do colesterol, reduz o risco de trombose e melhora a circulação sanguínea para o cérebro;

Ácido fólico – pertence ao grupo das vitaminas do complexo B. Ela controla entre outras funções o metabolismo da homocisteína que é um aminoácido natural, de existência efémera, que normalmente converte-se rapidamente em outro aminoácido sem que haja qualquer prejuízo para a nossa saúde. Em casos de falta de ácido fólico no organismo, a homocisteína não é convertida, o que causa a sua acumulação causando lesões nas artérias. A homocisteína é assim um dos fatores que induzem e modulam as lesões vasculares que levam ao infarto. Para além disso a homocisteína acelera a oxidação do Colesterol LDL, que também acumula nas artérias originado a aterosclerose, aumentando ainda mais os danos vasculares. Portanto a presença do ácido fólico é essencial no controlo dos problemas cardiovasculares resultantes do excesso da homocisteína no organismo.

Crómio – é um mineral essencial ao organismo, cuja função principal é ativar as enzimas envolvidas no metabolismo da glucose e na síntese de proteínas. É o principal mineral participante na produção de insulina, que é a hormona responsável pela utilização de glucose pelas células. Melhora a eficácia da insulina ao estimular a ligação dos recetores de insulina às paredes das células. Ao equilibrar os níveis de insulina, ajuda a controlar a vontade excessiva de ingerir hidratos de carbono, cuja acumulação no organismo pode comprometer a saúde das veias e artérias e promover o aumento do colesterol.

Contra-indicações: Não é recomendado a crianças, grávidas e lactentes. Não deve ultrapassar a toma diária de 3 mg de monacolina de arroz vermelho fermentado por dia. Não deve ser usado na gravidez, aleitamento, por menores de 18 anos, nem por pessoas com idade superior a 70 anos. Se tiver algum problema de saúde deve consultar o seu médico. Se estiver a tomar algum medicamento para o colesterol ou de arroz vermelho fermentado não deve tomar este suplemento. A Berberina pode causar distúrbios gástricos ocasionais ou induzir a obstipação. Nestes casos deve tomar o produto com estômago cheio ou beber mais água durante o dia.